Clicky

Marketing de Incentivos pode dobrar de tamanho no Brasil, dizem especialistas.

 Em Incentivo às vendas, Marketing de Incentivo

Aprovação da Reforma Trabalhista do Marco Legal de Programas de Incentivo, Motivacionais e Premiação vai beneficiar o setor, segundo a Associação de Marketing Promocional.

 

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional, por meio do seu Comitê de Marketing de Incentivos, emitiu um comunicado comemorando o reconhecimento da premiação de incentivo na nova CLT em 11 de julho, que passa a valer a partir de 11 de novembro de 2017. Com o entendimento oficial de que prêmio não é salário, o mercado, que apresentava movimentação estimada no país de R$ 8,5 bilhões em 2015, poderá dobrar imediatamente de tamanho, segundo último estudo da FIA-USP.

 

Desde 2006, o Comitê tem como objetivo conseguir o aperfeiçoamento das leis que regem a atividade e o estabelecimento de um marco legal específico para esta matéria. “Comemoramos nossa mais importante vitória. As empresas poderão premiar seus colaboradores sem incidência de reflexos trabalhistas, da contribuição previdenciária e do FGTS”, diz o diretor do Comitê de Marketing de Incentivos da AMPRO, Luiz Alberto Salles.

 

De acordo com o último levantamento da AMPRO, as ações de Marketing de Incentivos já correspondem a mais da metade (56%) do investimento das empresas em Live Marketing, perdendo apenas para as ações promocionais e os eventos corporativos, como feiras e congressos. O estudo diz ainda que 93% das empresas pesquisadas pretendem manter ou aumentar seus investimentos em ações de Live Marketing até 2019.

 

 

“O abrangente conjunto de ferramentas e conceitos do Marketing de Incentivo é um dos principais alavancadores de crescimento econômico. Agora, com a modernização legislativa e o surgimento do marco legal, ajudará ainda mais a rápida transformação da nossa economia e o incremento de nossa competitividade internacional”, complementa Salles.

 

De acordo com os especialistas, prêmios em bens e serviços tem maior recall junto ao premiado, pois este se recorda de quem o reconheceu toda vez que vê o prêmio ou relembra a experiência. A viagem de incentivo fica gravada por mais de oito anos na memória de quem a recebeu. “Mesmo lutando passo a passo contra conceitos arcaicos, o Brasil acumula uma longa e respeitada tradição no marketing de incentivos e é reconhecido pela excelência do trabalho de suas agências”, afirma o presidente da AMPRO, Wilson Ferreira Jr.

 

“A aprovação do marco legal específico permite que o modelo brasileiro de Marketing de Incentivo multiplique seu desenvolvimento e benefícios, dentro do conjunto de matérias e caminhos do Live Marketing em nossa economia. Em nossa matéria prima trabalhamos com os sonhos das pessoas e objetivos das empresas para alcançar os resultados mais importantes das organizações. Fazemos isto face a face. O Live Marketing é a experiência quente, memorável. O marketing da ‘vida como ela é’”, finaliza o presidente da AMPRO.

 

A Associação de Marketing Promocional é a única que desenvolve nacionalmente a teoria e a prática do setor de Live Marketing de forma ampla. Com sede em São Paulo, completa 24 anos em 2017 e possui cerca de 400 empresas associadas, com representação em várias regiões (sul, sudeste, centro-oeste e norte/nordeste). www.ampro.com.br

 

 

 

 

Potencializado nos cenários de mudanças econômicas, segmento ganha força com marco legal, que aprovou a premiação sem que incida em encargos trabalhistas e previdenciários.

 

O segmento do Marketing de Incentivos é um dos que têm apresentado melhores resultados no país, de acordo com especialistas. O setor, que já movimenta mais de R$ 8 bilhões anuais no país, tem crescido em campanhas, premiação, eventos e viagens, segundo a AMPRO – Associação de Marketing Promocional, e deve continuar a crescer em 2019.

 

De acordo com o último estudo da AMPRO, mais da metade (56%) das empresas pesquisadas já investem em marketing de incentivos e 93% pretendem manter ou aumentar o investimento em Live Marketing até 2019. Com o recente marco legal, que aprovou a premiação habitual pela Reforma Trabalhista, as expectativas são ainda mais otimistas. “O mercado de incentivos deve crescer mais que a média do Live Marketing, pois ele estava reprimido por pressões legais e fiscais que, finalmente, foram resolvidas”, afirma o diretor do Comitê de Marketing de Incentivos da AMPRO, Luiz Alberto Salles.

 

Uma pesquisa nacional que acaba de ser divulgada pelo Comitê, que entrevistou 222 empresas, revelou que 96% consideram os prêmios como importantes para o desempenho do trabalhador, e 87% atrelam as premiações à felicidade dos funcionários.  Entre as modalidades de prêmio preferidas pelas empresas que optam por gratificar suas equipes estão as viagens, as experiências, os bens e os serviços. O estudo também revelou que, entre as empresas clientes das agências de Live Marketing, 58% já promovem algum tipo de campanha de incentivo para seus colaboradores.

 

De acordo com os especialistas, as campanhas motivacionais, sejam voltadas a equipes internas ou ao cliente final, têm deixado de ser uma ferramenta para resolver necessidades de curto ou médio prazo e passam a ser vistas como estratégias de longo prazo, previstas nos budgets anuais. “O Incentivo, como o Live Marketing, é o primeiro a ser acionado quando há mudanças econômicas. A importância do Marketing de Incentivo é bem conhecida e utilizada na agilidade na obtenção respostas de pessoas, nos pontos estratégicos da marca: canal de distribuição, equipes, produção, negociações, formadores de opinião”, avalia o diretor do Comitê, Luiz Alberto Salles.

 

A recente aprovação do prêmio habitual nas empresas, sem que a premiação incida em encargos trabalhistas ou previdenciários, deve contribuir para um crescimento mais acelerado do setor. “As empresas brasileiras já há alguns anos sentiam a necessidade de um marco legal para as campanhas de incentivo e premiações, de modo que pudessem premiar as melhores performances com base em regras claras e maior segurança jurídica”, pontua o advogado e diretor secretário do Comitê, Ricardo Albregard.

 

Mesmo após o marco legal, o levantamento da AMPRO constatou que cerca de 40% do mercado ainda desconhece que as premiações por performance já podem ser oferecidas habitualmente pelas empresas sem que integrem a remuneração do trabalhador. Por este motivo, os especialistas estão ainda mais otimistas com o potencial que o mercado de Incentivos pode atingir no país. “O mercado está estimulado, reagindo positivamente nos últimos meses. O advento do marco legal constitui importante avanço econômico e social para o país e certamente contribuirá para a melhoria do desempenho profissional do trabalhador, proporcionando maior produtividade às empresas e melhores produtos e serviços ao consumidor final”, finaliza Albregard.

 

A Associação de Marketing Promocional é a única que desenvolve nacionalmente a teoria e a prática do setor de Live Marketing de forma ampla. Com sede em São Paulo, completa 25 anos em 2018 e possui cerca de 300 empresas associadas, com representação abrangente em todo o território nacional. www.ampro.com.br

 

 

 

Dados foram apresentados durante o 2º Incentive Meeting, organizado pela AMPRO

 

O Marketing de Incentivo tem grande potencial de crescimento no Brasil, é o que revela o Barômetro 2016 Edenred/Ipsos sobre Bem-estar no Trabalho, divulgado nesta semana durante o 2º Incentive Meeting, que reuniu profissionais ligados ao mercado de Incentivos brasileiro. O encontro foi organizado pelo Comitê de Incentivo da AMPRO – Associação de Marketing Promocional.

 

De acordo com a pesquisa, apresentada pelo diretor do Comitê e sócio da CIAGROUP, Luiz Salles, os programas de incentivo nas empresas são o segundo item de prioridade para 93% dos trabalhadores brasileiros entrevistados, apesar disso, só 17% afirmam que participam de programas de incentivo nas empresas. Foram entrevistados 14 mil trabalhadores em 15 países (802 no Brasil).

 

“Estamos vivendo um momento especial no mercado, vendo grandes oportunidades, principalmente no mercado de Incentivo. O Incentivo é uma das principais ferramentas do Live Marketing, muitas empresas pesquisadas usam ou esperam melhora para esta ferramenta nos próximos anos”, disse o chairman da AMPRO, Celio Ashcar Junior, citando o estudo da Entidade lançado este mês, sobre o panorama do Live Marketing no Brasil. De acordo com o levantamento, 56% das 156 empresas entrevistadas realizam campanhas de incentivo e 93% pretendem manter ou aumentar o uso de ações de Live Marketing, incluindo o Incentivo, nos próximos três anos.

 

O 2º Incentive Meeting trouxe também tendências desse mercado em outros países, como Reino Unido, onde a importância do engajamento e da motivação de trabalhadores é reconhecida oficialmente pelo Governo, e nos Estados Unidos. Um levantamento recente, apresentado por Brian Dune, Diretor Geral SVM Europe do Incentive Marketing Association (IMA), mostrou que as empresas engajadas têm 60% mais produtividade, 60% mais criatividade e 40% mais retenção de pessoal no Reino Unido. “Funcionários engajados focam em propósitos e valores e superam suas concorrentes seis vezes mais. Encorajam empoderamento e inovação”, afirmou Dune.

 

“Um funcionário satisfeito torna-se a pessoa que a empresa gostaria de contratar amanhã. Ele demonstra compromisso pessoal com o trabalho, vai além, faz da companhia e a si mesmo um sucesso, percebe valor na empresa e demonstra compromisso mútuo. Ele consegue grande diferença em resultados, sem necessidade de que a empresa invista muito dinheiro”, complementou Sean Roark, diretor do IMA nos Estados Unidos. Roark trouxe dados do recorte brasileiro de um levantamento do IMA que mostra que apenas 40% dos trabalhadores concordaram que a empresa onde trabalham demonstra reconhecimento e valorização das equipes regularmente.

 

O encontro trouxe, ainda, cases que testificam a importância do Incentivo para os resultados, como o Clube de Distribuição da Hipermarcas, um programa de pontuação e reconhecimento regular que reúne mais de quatro mil PDVs participantes em todo o Brasil, mais de 40 parceiros e o maior catálogo de prêmios da América Latina. “Com o programa de fidelização a Hipermarcas cresceu 60%”, enfatizou Eliana Araújo, Diretora de Negócios da LTM.

 

Na sequência, Tiago Oliveira, Gerente de Planejamento & BI da Ticket Serviços; Júlio Quaglia, Sócio-Diretor da LTM, Loyalty and Trade Management; Karina Freitas,consultora e planner de Live Marketing, Pedro Bannura, sócio do Grupo Digi e presidente da agência Digi, e Ana Paula Andrade, Country Manager da MARCO Marketing Brasil e Presidente do Comitê de Trade Marketing da AMPRO apresentaram ferramentas e soluções de incentivos com resultados em tempos de crise, como o uso inteligente do BI & Big Data, o Planejamento de Incentivo, a interação do Field Market o Engajamento e a importância de conhecer o comportamento do público interno, usuário das campanhas.

 

A primeira parte do encontro finalizou com um painel de debates, que tratou, entre outros assuntos, sobre as mudanças e tendências para este mercado no Brasil. Foram apontados os novos formatos de interação e plataformas de tecnologia, inteligência para que as ferramentas do Incentivo sejam mais assertivas, equipes multi-especializadas, a educação para gestão da informação e a especialização em saber comunicar apreço e gratidão pelas pessoas.

 

Já a segunda parte do Incentive Meeting levou uma capacitação inédita no Brasil para agências, com certificação internacional do IMA, ministrada por David Roark, do Comitê de Educação do IMA. O evento aconteceu no WTC São Paulo.

 

A Associação de Marketing Promocional é a única entidade brasileira que reúne e representa todo o segmento de Live Marketing do país, com iniciativas que contribuem para o crescimento, a valorização e o fortalecimento do mercado, inclusive na esfera governamental. Com sede em São Paulo, completa 23 anos em 2016 e possui representação em várias regiões (sul, sudeste, centro-oeste e norte/nordeste). www.ampro.com.br

 

Recommended Posts